terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Just One Single Tear... To a World Trumbling Down


O que eu preciso para ser feliz?
Dinheiro na carteira, amigos inseparáveis?
Talvez um grande amor, claro.
Ou uma história a se contar...

Tão Egoísta...

O que eu precisava para sair da Escuridão...
Uma só pessoa talvez,
Que eu achei ter falhado comigo.
Cujo amor destroçei impiedosa e cruelmente, simplesmente por ser...

Tão Egoísta...

Porque eu entraria no domínio das trevas?
Por que era fácil ser coitado,
Romântico e Idealizado...
Por que é muito fácil dizer... "Eu Te Amo..." para quem não costuma ser amada.

Tão Egoísta...

(Mas as palavras não significam nada...)

Odeio a segurança...
Odeio Horários Rígidos.
Odeio fingir....
Odeio o jeito em que você me ve como amigo
Odeio o jeito com que te vejo como amante
Odeio minha mente, tão sarcástica
Odeio o fato de vc não me odiar.
Odeio o fato de te amar,
E fugir constantemente como se tudo um dia fosse se acertar....
Mas a hora é agora...
E o tic-tac acusa o relógio em meu pulso.
Que marca o tempo que não tenho para correr atrás...


É fácil se entregar...
Desistir da vida...
Já o fiz milhares de vezes.
É tão fácil pedir perdão,
mas tão difícil perdoar.

Não quero acreditar que foi tudo em vão
Que metas e sonhos dependem de sorte
Se não depende de mim, pouco importa lutar
Tão inútil à vida, à própria morte

CHEGA DE FIGURAS DE LINGUAGEM...
QUE TAL SER DIRETO?


É essa mesma a vida que eu deveria levar?
De um sonhador arrependido
Me poupe de ter que fazer esse papel.
Porque realmente lá fora, nesse mundo que repudio,
há uma vida a se viver.
Pessoas diferentes a encontrar.
Metas a se cumprir...
Todos mudaram, mas eu quis ficar pra trás
E fingir que poderia ser simplesmente
EU MESMO.
Quatro longos anos de universidade pela frente
E eu pensando em amores.
E derrotas
Talvez eu devesse aprender a ser mesmo egoísta.
Não posso depender de coisas tão incertas,
como aquilo que mais amei na minha vida,
aquilo que provavelmente nunca estará comigo,
Pés no chão...
Se vou ter uma vida Medíocre...
Comum...
Não acho certo sonhar
E voltar a enfrentar a solidão
Sou mais forte assim.

E A imagem do guerreiro perdedor temporáriamente se desfez...
O Que vive em mim agora???

1 comentários:

A Estrela disse...

Nem sempre, a vida é sua, vc que a escreve, vc da o rumo, o destino que se ajeite as suas vontades, busque oq quer vc vai conseguir, sei que é capaz.Não estou lhe impono nd só quero que seja feliz e não seja + uma pessoa acomodada no mundo, fassa a sua estadia aqui no planeta valer apena, pois amanhã pode ser tarde d+.Nem sei pq estou falando isso se nem eu fasso isso, bem faça o que eu digo, não oque eu fasso.

 
© Direitos e Esquerdos Reservados à Renato Snowareski Gomes