sábado, 25 de outubro de 2008

Revelação - Parte Três - Hymn of Falling Pride


"Put it in your mind, we are selfish and hypocrite, as i am, as you are, and this won´t change"


-Prelude in C minor-

"Qual é o preço da sua vida?
Descobri em sua desgraça minha fortuna
Porque haveria de me importar com os ratos?
Que parasitam pela minha mansão
Na busca por migalhas.

É facil me apedrejar por pensar assim
Mas você não se atreveria,
A erguer uma palha e mudar isso,
Acho mais fácil sentir raiva,
e dizer q sou maldito.

Maldito sou, pois,
mas você ainda me lambe os pés,
Porque eu sou você,
Eu sou todo mundo,
Um por Um."


-Act One _ That Warmful Night-

Sonhar é um mistério,
Eu sonhei que era plenamente feliz
E pois, acordei sorrindo,
E durante o dia sorri,
E sorrindo me deitei
E dormindo encontrei a ilusão
E acordei feliz,
Pois sabia que era somente um pesadelo...


-Act Two _ Some love in this DyInG World-

O cheiro da chuva,
Me trouxe um sabor familiar...
É você meu anjo?
Que veio me abraçar?
Ignorarei o frio,
Me porei a esperar
Após longos anos,
Decifrar o teu olhar,
Mas...
Minhas angústias,
hão de retornar,
Aquele orgulho gótico
Aquela voz de sombras,
Sim, eu vejo,
Ela está lá
Caminhando lentamente,
Vem me trazer uma mensagem
Vem pra ficar,
Ficar até o fim
Não mais que alguns instantes,
Sua pele é quente,
Seu corpo é macio,
Sua respiração me sufoca,
Não há com o que se preocupar,
Nem porque...


-Interlude in C# minor (The voice of God)-

"Tão frágeis, tão inúteis,
E tão orgulhosos,
Quão fracos são os poderosos,
Tão insignificantes,
Tremei ao som do vento,
Porque será o único som que se ouvirá
Quando vossos gritos cessarem
E vosso orgulho se tornar pó,
Esse mesmo orgulho,
que com o poder da arrogância,
que findará de vez vossa existência."


-Act III _ There´s No Poetry which can Break the Darkness-

E o fim me dá medo,
Amanhã ninguém irá ler minha poesia,
Minha história sem enredo,
Perdida com a luz do dia,
As palavras que usei para te encantar,
Nunca tiveram objetivos nobres,
Apenas serviam pra me engrandecer e te fazer me amar,
Mas isso realmente não importa, não?
Fui egoísta em te adorar,
Fui egoísta em te ver como...
Como a coisa mais importante da minha vida.
Nenhum orgulho,
Nenhum orgulho.


-Act IV _ Death´s Kiss

E o Vento Soprou, Cada Vez mais frio.
O sol se pôs,
No seu zênite, desapareceu
O fogo surgia como se pedaçõs do sol
Se espalhassem pelo universo.
O fogo não queimava aliás
Esfriava a vida cada vez mais
Nenhum Crime cometido
Mas todos olhavam para o céu,
Como se nada mais valesse mais
Que a presença
daquele que estava ao seu lado,
Emprestando calor,

Um Beijo de Amor, Um abraço de irmão,
Todos são um, iguais, tardia constatação,
Uma imagem, um lampejo, uma explosão.
O barulho do vento....


-Prelude in Bb Major-

"Porquê está tão difícil de respirar,
Porque eu simplesmente nao desapareci..."

TO BE CONTINUED

1 comentários:

Junior disse...

No coments, that is perfect!

 
© Direitos e Esquerdos Reservados à Renato Snowareski Gomes