terça-feira, 27 de junho de 2006

Lady Anne & Lord Jillian


Lady Anne & Lord Jillian

Iluminados pelo brilho prateado da lua,
Andam sozinhos sem nenhuma direção...
Deixando em todo lugar um rastro de dor.
Desejando talvez estarem imersos em ilusão.

Ilusão...

Porque doces momentos tem tão amargo desfecho?
Concerteza não existem dores maiores que as suas.
Não era aquele o caminho a ser seguido...
Longe daonde juntos brilharam mais que mil luas.

Por que o vento parece ser tão frio agora?
O mesmo vento que em outras noites eu a vi voar.
São apenas memórias amorosas congeladas.
O mesmo amor que um dia os fez sonhar.

Tempos que se foram e não voltarão.
Tempos de doce e profunda devoção.
Tempos em que o próprio tempo parou.
Tempos que brilharam e caíram na escuridão...

Como era pura e profunda sua devoção...
Mas suas pétalas começaram a cair.
Confusos, atiraram em seus próprios corações.
Seus mundos já haviam começado a ruir.

Anne - "Derramei meu sangue virgem... E caminhei até as sombras..."

Jillian - "Está nas estrelas... Nenhum homem ou mulher será absolutamente feliz. A vida é feita de momentos. Às vezes felizes, às vezes tristes. Quase sempre vazios. Você havia preenchido meu vazio... Quanto maior a alegria, maoir a dor de sua perda. O dia em que um homem for absolutamente feliz, seu coração não será capaz de suportar o êxtase... "

A vida é feita de momentos...
Momentos que se foram...

Anne - "Ninguém pode nos parar... Ninguém pode nos separar. nós somos um. Eu jamais vou desistir de você. Você salvou a minha vida... E foi a melhor coisa que me aconteceu.." - Eis o passado.

Jillian - "Não, Isso é uma mentira... eu sou uma mentira. Me desculpe por fazer de você a única alegria de minha vida. Ninguém além de nós mesmos poderia nos separar..." - Eis o presente.

A vida é feita de instantes...

Anne - "Veja só meu amor... Como a noite está bela. Diz para mim que nunca vai me abandonar..."

Jillian - "Enquanto houverem estrelas no céu... Eu te amarei."

Lembranças...

A noite estava nublada. O céu estava negro. A lua se escondeu e as estrelas... Também. Estava frio, e a chuva começou a cair, mascarando suas lágrimas.

Jillian - "Todo o bem da minha vida, foram alguns momentos... Que se foram com o vento..."

Anne - "Quando não há vida, há dor...
A vida é curta, a estrada é que é longa.
Sonhos são apenas sonhos
E o verdadeiro amor dura pouco."

O tempo corrói a beleza da paixão
Resta somente o amor.
Mas às vezes é impossivel de achá-lo.
Enxergá-lo...

A dor é feita de lembranças...

Mas o tempo corrói a beleza da paixão.
Ou o êxtase é tão grande que confunde o coração.

O amor é a highway para o sofrimento.
Mas quem teria alegria sem ele.
Sentimento nobre e vingativo... Ele se vinga.
Mesmo não tendo sofrido nada...

O tempo corrói a beleza da paixão...

4 comentários:

Deborah disse...

Eu adorei...Deus, como eu adorei!
Não sei t explicar o pq...como sabe não gosto muito do estilo literário romântico, mas...
Foi sublime! por alguns instantes pude sentir como se cada palavra tocasse minha alma.
Não sou capaz de discorrer a cerca de nada agora. Mas saiba q eu gostei muito!!!
Bjos
I miss you...
Carpe Noctem!!!

Jeni disse...

Meu anjo, já li umas 3 vezes este texto e não me ficou claro ou não me conformei do porquê de um casal que tinha tudo para ser feliz, ter encontrado um amargo fim, até então.!
Não teve um motivo fora de ambos para provocar a dor, além do tempo (mas, logo o tempo? Ele é quem deveria fortalecer)
Se os dois se amam, e o amor é que traz felicidade, mas o homem não suporta tamanho êxtase, a vida será sempre esta inconstância? E ninguém será feliz? Ou a felicidade é a junção da felicidade a da tristeza/ E é feliz quem sabe conciliá-los?

Jeni disse...

Desculpe, caso eu tenha sido ignorante, mas gostaria que vc me ajudasse a compreender melhor.
Não tenho tempo de continuar a questionar. Nem a fazer uma revisão do que já escrevi. Meu irmão tá brigando comigo, dizendo que só vou entrar sábado na net!
Que raiva!
;/
Bjaum pra vc!

Bruno disse...

tsc
tsc
tsc

 
© Direitos e Esquerdos Reservados à Renato Snowareski Gomes