sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Oásis


Eu tenho o costume de escrever poesias para pessoas importantes ou coisa assim, mas acho que tenho que dar algumas explicações para o próximo texto, porque eu o escrevi milhões de séculos atrás, rs. A verdade é que ele sempre foi incompleto, e eu nunca tive certeza de como ele seria. A maior dificuldade em desenhá-lo, é que a pessoa em questão eu conheci nos piores e mais turbulentos anos da minha vida. Pouco importava para mim, naquele tempo, se as pessoas que eu amava estavam se sentindo bem, ou se precisavam de mim...

"um fantoche de poeta se apoiando nas pessoas que o faziam bem"

Eu comecei esse poema pensando da forma mais egoísta possível... "Um poema pra prender um coração". E escrevi e reescrevi até alcançar o que eu chamava de "Perfeição Imaginativa". Feito, minha obra de arte... Não passava de um monte de lixo com um aspecto belo. O mais insensível dos meus 'poemas malditos'.

Mas... como tudo que importa nesse mundo só tem valor quando é perdido ou quebrado ou FAZ FALTA... por algum motivo, muito tempo depois, cada uma das palavras começou a pesar como chumbo, cada uma das frases egoístas ganhou sentido. No meio de um deserto, o oásis.


OÁSIS

Que bela noite me presenteia a vida...
Uma noite sem estrelas e sem lua,
Mas, ás vezes, não importa o que os olhos vêem,
Porque as palavras são capazes de desenhar um oceano...
Não é mesmo?

E como está frio!
Mas não ousaria reclamar...
Porque esse é o nosso mundinho perfeito.
Nosso oásis.
Aqui eu não enxergo nada,
mas se fechar os olhos...

Eu enxergo além da noite, Elizabeth,
Eu te enxergo, meu anjo amigo
E me sinto seguro,
e com medo,
como se cada segundo fosse o último
como se logo fosse amanhecer.

Mas ainda não importa, ?
Porque você pra mim é sublime..
E tudo que é sublime dura para sempre
Mesmo que seja etéreo..
Como os vaga lumes...

_--__Fim Do Original__--_

Sabe de uma coisa?
Você curou um pedaço de mim.
Me ensinou a sorrir e viver de coração.
like a wolf...

Que Droga! Tantas coisas mudaram.
Tantas coisas fúteis não importam mais...
Que aí eu percebo...
Quão poucas são as coisas que importam.

É óbvio que o dia vai amanhecer...
A magia é justamente essa
É fazer parte de cada coisinha pequenina
Que significa tanto pra quem quer enxergar..

AH!
E mesmo que eu, hoje, dedique tão pouco tempo pensando em vosmecê
Esse pequeno tempinho
Pra mim, faz toda a diferença..
Te torna Inesquecível.

"Me conte...
Por que os vagalumes morrem tão rápido?" - Setsuko
(Grave of the Fireflies)


1 comentários:

lucy disse...

A vida é uma busca incansável Renato, e nos somos indecifrável, contraditórios, extremos e loucos às vezes... Só sei lhe dizer que nunca perdemos nada, td q vai embora por causa dos reflexos de nossas atitudes, escolhas, tbm projetam respostas, aquelas que nos deixarão marcas p o resto da vida, ...gerações.... n se arrependa d nem uma parte sua, nem as escolhas errôneas, pois td tem seu significado... afinal a vida é um mistério... se não td seria mais monótono e cheio de tédio... e até os sentimentos tristes, temos q saber curtir... vivê-los...

adoro seus textos,

bjus Lucy

 
© Direitos e Esquerdos Reservados à Renato Snowareski Gomes