quarta-feira, 17 de outubro de 2007

O Amanhecer...


Acorde Criança...
O dia amanheceu...
Não era o que voce sempre queria?
Tire de si esse cobertor negro...
Faz calor agora

"A luz te revela, anjo dos mistérios...
Olhos singelos e belos como a vida..
Olhos incertos... que me prenderam
A serpente e a Inocência...
Como uma só..."

Faz calor agora...
A chuva abraça meu coração.
Tão fatigado coração
Agora bate tranquilo..
Repousa sobre o rio...

"Leve-me para o mar...
Deixe-me entre as ondas
Deixe-me te olhar...
Sei que meu tempo é curto...
Ou talvez Eterno,
Mas vale a poesia"

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

O Hoje que eu Amo...


Hoje é diferente... As estações estão mudando.
A terra se cobre de uma beleza sobrenatural.
Ouço vozes por toda parte, ouço o vento...
Cinzas e Sonhos de dias melhores...

Hoje é estranho... Chove sem parar.
Sinto na cidade cheiro de terra molhada.
Enquanto cresce o poder do vento..
Sei que ainda existem belos sonhos

Hoje é temporal... As casas estão fechadas.
As ruas finalmente estão desertas e silenciosas.
Não há lampadas nem insônia.
Só me resta sentar e comtemplar.

Hoje é tempestade, medo e esperança...
Hoje não há motivos para matar.
Hoje não há motivos para chorar...
Hoje o mundo parou para observar...

Enquanto a água sobe eu vejo a ruína
De um mundo sem coração cinza-escuro
Transmutado em terror e compaixão.
Mas eu vejo que Hoje... Ah! Hoje o cinza exulta beleza.

Hoje é um sonho... Hoje sou eu... Hoje é delírio...
Hoje morreu.

''A verdadeira escuridão, não é aquela que a noita e a escuridão reveam, mas aquela em que o nosso coração tenta esconder de nós, nossa própria alma...'' (Lord Snowareski V)

 
© Direitos e Esquerdos Reservados à Renato Snowareski Gomes